ATENÇÃO:

ESSE BLOG REVELA OS PLANOS DA NOVA ORDEM MUNDIAL PARA O GOVERNO DO ANTICRISTO. LEIA, COPIE E DIVULGUE ESSAS INFORMAÇÕES ANTES QUE TIREM DA INTERNET TUDO O QUE FALA DELE.

quinta-feira, 17 de setembro de 2009


O ARREBATAMENTO PRÉ-TRIBULACIONAL

"Porque guardaste a palavra da minha perseverança, também eu te guardarei da hora da provação que há de vir sobre o mundo inteiro" Apocalipse 3:10

A palavra "Arrebatamento" não aparece na Bíblia, mas é um termo usado para descrever a "rápida trasladação para cima", o que na 1 Tessalonicenses 4:17 consta como "arrebatar nas nuvens" (ou simplesmente arrebatar, conforme Judas 23, "arrebatar do fogo"). Ela significa "puxar com força para cima". É usada para descrever como o Espírito de Deus arrebatou a Filipe, após a conversão do eunuco etíope (Atos 8:39). Isso é exatamente o que Cristo vai fazer com os crentes do Novo Testamento, antes de começar a Grande Tribulação.

Notas referentes à Grande Tribulação:

1). - O Arrebatamento é: (1) a ressurreição dos mortos em Cristo; (2) uma atração para cima e trasladação dos santos do Novo Testamento (1 Tes. 4:17).
2). - Os mortos em Cristo estão com Ele no céu (verso 14).
3). - O Arrebatamento é a bendita esperança do crente (verso 13). É o que estamos aguardando.
4). - O Arrebatamento é certo: (a) É tão certo como a ressurreição de Cristo (verso 14); (b) É a Palavra do Senhor.
5). - O Arrebatamento é um conforto (verso 18). Se essa trasladação não acontecesse antes do final dos tormentos da Grande Tribulação, não haveria conforto algum para os cristãos que aqui permanecessem durante a Tribulação.
6). - O Arrebatamento acontecerá antes do "dia da ira do Senhor" (1 Tes. 5:1-5, 9). Este evento também é descrito na 1 Coríntios 15:51-58:
1). - O Arrebatamento também era um mistério que não foi revelado no Velho Testamento (verso 51). Os profetas do VT ensinaram sobre a ressurreição, mas não ensinaram que alguns seriam arrebatados sem passar pela morte. A trasladação dos santos do Novo Testamento vai efetuar uma instantânea mudança da mortalidade para a imortalidade. Os crentes que estiverem vivos nessa hora jamais verão a morte.
2). - A trasladação dos santos da era da igreja é expressa como sendo uma fonte de conforto e encorajamento (1 Cor. 15:58). Ora, se não acontecesse uma trasladação, antes do final dos tormentos da Grande Tribulação, ela não seria um conforto.
Entre os que acreditam num literal arrebatamento da igreja, existem em geral três posições. Todas estas se referem ao tempo do Arrebatamento durante a Grande Tribulação. Estas três posições são:
1). - Pré-tribulacional - significando que os santos da igreja serão arrebatados antes da Grande Tribulação. [antes dos 7 anos]
2). - Mid-tribulacioinal - (também chamado Arrebatamento Pré-Ira), significando que os santos da igreja vão passar pela metade da Grande Tribulação.
3). - Pós-Tribulacional - significando que os santos da era da igreja passarão por todo o período da Grande Tribulação.

EVIDÊNCIAS PARA O ARREBATAMENTO PRÉ-TRIBULACIONAL

Pelas razões abaixo, estamos convencidos de que a Bíblia ensina o Arrebatamento Pré-Tribulacional. Usaremos o termo "igreja" em geral no sentido institucional.

1). - Aos crentes da era da igreja é prometido o livramento da ira de Deus (1 Tes. 1:9-10; 5:9; Romanos 5:9 e Apoc. 3:10).

A Grande Tribulação é expressamente chamada "o dia da ira do Senhor". Hoje, o Senhor está contendo Sua ira. Ele está assentado sobre o trono da graça; mas, logo chegará o dia em que Ele Se assentará no trono do julgamento. "O dia da ira do Senhor" vai chegar para o mundo inteiro (Salmo 110:5; Isaías 13:6-13 e Apoc. 6:16-17). É verdade que em cada século as igrejas crentes na Bíblia têm estado sujeitas a perseguições; porém, estas são diferentes da Grande Tribulação. Em geral, as perseguições que têm sido feitas contra os santos são causadas pelos homens maus e pelo diabo, enquanto a Grande Tribulação de sete anos será um período referente à ira divina. (Apoc. 6:16-17; 14:10). Alguns acham que a igreja não será poupada no tempo da ira, mas será salva através da mesma. Isto não pode ser verdade, visto como a Bíblia revela claramente que os que estiverem na Terra durante a Grande Tribulação não serão salvos da ira, mas serão vencidos (Apoc. 13:7). As Escrituras que prometem livramento da ira, aos crentes da era da igreja, devem se referir ao livramento da exata presença da ira. Com respeito à Grande Tribulação, elas dizem: "Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de acontecer, e de estar em pé diante do Filho do homem" (Lucas 21:36).
Desse modo, os crentes da era da igreja devem ser fisicamente removidos da Terra; caso contrário, teriam que suportar o dia da ira. Deus promete a remoção em Apocalipse 3:10: "Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra". Este verso não diz que Deus vai guardar os santos da era da igreja através da provação, mas livrá-los da mesma.

2). - O Espírito Santo deve ser removido antes da Tribulação (2 Tessalonicenses 2:1-8)

Em outras passagens da Bíblia, lemos que o Espírito Santo é Quem restringe o pecado (Gênesis 6:3; Isaías 59:19). O Espírito Santo veio ao mundo nesta dispensação atual, no Dia de Pentecoste (Atos 2). Ele vai remover os crentes da era da igreja, antes do início da ira divina. Ele é Deus e é Onipresente. Isto significa que Ele não estará atuante [na Terra] no mesmo sentido em que tem estado nesta era.
3). - Aos crentes da era da igreja são prometidas mansões no céu (João 14:1-3).

Quando o Senhor regressar à Terra, Ele Se assentará no Seu Trono Messiânico. Mas, se o Arrebatamento acontecer no final da Grande
Tribulação, a promessa feita aos crentes da era da igreja não será cumprida. Os crentes da era da igreja são um povo do céu, com uma esperança celestial (Efésios 1; Filipenses 3:20; Colossenses 3:1-3). Alguns dispensacionalistas ensinam que os santos da era da igreja viverão no céu durante o Milênio. Creio que eles viverão tanto no céu como na Terra. Jesus prometeu aos apóstolos que eles reinariam com Ele sobre Israel (Mateus 19:28).

4). - A Trasladação dos santos da era da igreja pode ser iminente (ela pode acontecer a qualquer momento, enquanto a Segunda Vinda do Senhor deve ser precedida de sinais específicos).

Cristo ensinou isto em Mateus 24:42, 44; 25:13 e Marcos 13:30. Paulo ensinou isto em Filipenses 4:5 ("Perto está o Senhor"); Tito 2:13. Tiago ensinou em Tiago 5:8-9. Pedro ensinou na 1 Pedro 4:7. Os crentes primitivos viveram na expectativa da volta de Cristo (1 Tes. 1:9-10). O apóstolo Paulo assim instruiu a igreja em Tessalônica:
"MAS, irmãos, acerca dos tempos e das estações, não necessitais de que se vos escreva; porque vós mesmos sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida, e de modo nenhum escaparão. Mas vós, irmãos, já não estais em trevas, para que aquele dia vos surpreenda como um ladrão; porque todos vós sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite nem das trevas. Não durmamos, pois, como os demais, mas vigiemos, e sejamos sóbrios; porque os que dormem, dormem de noite, e os que se embebedam, embebedam-se de noite. Mas nós, que somos do dia, sejamos sóbrios, vestindo-nos da couraça da fé e do amor, e tendo por capacete a esperança da salvação; porque Deus não nos destinou para a ira, mas para a aquisição da salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo" (1 Tes. 5:1-9).
A igreja não está aguardando o aparecimento do Anticristo, mas a volta do Filho de Deus.

5). - A igreja era um mistério não revelado no Velho Testamento (Efésios 3:1-11)

A igreja do Novo Testamento não faz parte da cronologia dos eventos narrados pelos profetas do Velho Testamento. Eles profetizaram claramente a Primeira Vinda de Cristo, o Seu miraculoso nascimento, Sua vida, morte, ressurreição e ascensão. Os mesmos profetas descreveram a Segunda Vinda de Cristo em glória, precedida por um tempo de tribulação mundial, seguida pelo estabelecimento do glorioso reino messiânico, a partir de Jerusalém. Porém, esses profetas não viram o mistério da igreja, "O qual noutros séculos não foi manifestado aos filhos dos homens, como agora tem sido revelado pelo Espírito aos seus santos apóstolos e profetas" (Efésios 3:5).
Entre a Primeira e a Segunda Vindas, existe um intermezo que não foi visto pelos profetas do Velho Testamento. Este intermezzo é a era da igreja. Os profetas do VT não viram que Israel seria deixada, temporariamente, em compasso de espera, enquanto Deus iria chamar, entre todas as nações, um corpo especial de pessoas. Após ter completado este intento, e quando o tempo dos gentios chegar ao fim, Deus vai restaurar o relógio profético de Israel e cumprir todas as promessas do Velho Testamento em relação à Sua antiga nação escolhida, pois: "...o endurecimento veio em parte sobre Israel, até que a plenitude dos gentios haja entrado. (Romanos 11:25).
A Grande Tribulação diz respeito a Israel, não aos crentes da era da igreja. Este período atual do mistério vai terminar com a remoção dos crentes da Terra. Então, o Senhor executará o Seu plano para a nação de Israel, quando cumprirá as profecias do Velho Testamento sobre o tempo das dores de Jacó, a vinda do Messias e o estabelecimento do reino messiânico.

Existem eventos agindo entre a trasladação e a ressurreição da igreja, no segundo advento.
Conforme 1 Coríntios 15:51, cada pessoa salva será trasladada no Arrebatamento. Contudo, Mateus 25:31-46 mostra que, quando Cristo voltar à Terra, Ele encontrará muitos crentes verdadeiros em seus corpos naturais. Deve haver, portanto, um período de tempo entre o Arrebatamento dos santos da era da igreja e a Segunda Vinda de Cristo, o qual vai permitir que estas pessoas sejam salvas. É plausível acreditar que esse período seja o da Grande Tribulação.

7). - O Livro do Apocalipse mostra que a igreja não estará na Terra durante a Grande Tribulação

(a) - A igreja não é vista na Terra nos capítulos 4-18 do Apocalipse.
(b) - A testemunha de Deus durante a Grande Tribulação é Israel, não a igreja. (Apocalipse 7).
(c) - As orações dos santos em Apocalipse 8 são de julgamento. Somente Israel faz orações deste tipo. Aos santos da era da igreja é ensinado a orar pelos seus inimigos e não contra eles. (Lucas 9:51-56). As orações do Apocalipse são as orações dos Salmos, embasadas nas promessas feitas a Abraão, de amaldiçoar os que amaldiçoassem Israel (Gênesis 12:1-3).
(d) - Os gafanhotos com poder de escorpiões do Apocalipse 9 receberam permissão para atormentar os habitantes da Terra, exceto os judeus que tiverem na testa o sinal de Deus, colocado pelo anjo do Apocalipse 7. Se os crentes da era da igreja estivessem na Terra estariam sujeitos a este horrendo castigo de Deus.
(e) - Apocalipse 10 identifica os eventos de Apocalipse 4-18 com os eventos profetizados pelos profetas do Velho Testamento - os dias da Grande Tribulação e o Dia do Senhor. A era da igreja nunca esteve na visão destas profecias do
Velho Testamento, pois era um mistério oculto. A igreja tem um propósito e um programa diferentes da nação de Israel. Esta nação é que está focalizada nas profecias do Velho Testamento e em Apocalipse 4-18.
(f) - O ministério das duas testemunhas de Apocalipse 11 identifica-as com a nação de Israel e com as profecias do Velho Testamento sobre o "Dia do Senhor". Estas duas testemunhas ministrarão em Jerusalém, a capital de Israel. As igrejas não tem esta cidade como capital, pois sua cidade é celestial, não terrena (Colossenses 3:1-4; Filipenses 3:17-21). As duas testemunhas estão vestidas de pano de saco, o que é típico de Israel e não dos crentes do Novo Testamento. Em parte nenhuma, as igrejas se vestem de pano de saco. Em vez disso, os crentes são ordenados a se regozijarem no Senhor, conforme Filipenses 4:4. O julgamento dos crentes da era da igreja já foi feito e eles devem manter suas mentes centralizadas no céu, pela sua posição de já estarem ali assentados com Cristo (Efésios 2:5-10). Apocalipse 11:4 identifica as duas testemunhas com a profecia do Velho Testamento. Zacarias 4:3, 11, 14 se refere a Israel, não à igreja. Além disso, as duas testemunhas invocam julgamento sobre os inimigos, em Apocalipse 10:5-6. Jesus repreendeu os Seus discípulos por desejarem isto e instruiu os crentes da igreja no sentido de que deviam orar pelo bem-estar dos seus inimigos, não pela sua destruição. (Lucas 9:54-56; Romanos 12:14; 17-21).
(g) - O diabo persegue Israel, não a igreja, durante a Tribulação (Apocalipse 12). Não pode haver dúvida alguma de que a mulher neste capítulo é identificada como a nação de Israel. O verso 5 mostra uma mulher dando à luz Cristo; é óbvio que Jesus foi dado à luz por Israel, não pela igreja. (Isaías 9:6-7; Romanos 9:5). Além disso, os símbolos de Apocalipse 12:1-2 lembram a familiar tipologia de Israel no VT, onde Israel é apresentada como uma mulher (Isaías 54:4-5). O sol, a luz e as doze estrelas lembram o sonho de José relativo a Israel (Gênesis 37:9). As palavras de Apocalipse 12:2 são quase uma exata citação de Miquéias 5:3, referindo-se ao trabalho de parto, que deu à luz o Messias. Estes símbolos não são usados nas igrejas do Novo Testamento.

O Ataque ao Arrebatamento Pré-Tribulacional

A Doutrina do Arrebatamento Pré-Tribulacional tem estado, hoje em dia, sob severo ataque. Considerem alguns exemplos da Igreja Emergente:
Brian McLaren - Zomba das "expectativas fundamentalistas" sobre a Segunda Vinda literal de Cristo com os Seus respectivos julgamentos sobre o mundo e admite que o mundo vai continuar conforme está, por centenas de milhares de anos (A Generous Ortodoxy, p. 305).
Ele chama o literal e iminente retorno de Cristo como "Escatologia Pop-Evangélica" (Ibid, p. 267) e "Escatologia do Escapismo" (Entrevista do Planet Preterist, em 30/01/2005. Ver o site http://planetpreterist.com/news-2774.html).
Mclaren diz que o Livro do Apocalipse "não trata de um futuro distante", mas de "um meio de falar sobre os desafios do imediato presente" (The Secret Message of Jesus, 2007, p. 176). Ele diz que frases como "a lua se tornará em sangue" não podem ser tomadas mais literalmente do que as frases que lemos nos jornais de hoje em dia" (The Secret Message of Jesus, p. 178).
John Baker of Grace - em Londres, Inglaterra, rejeita o dispensacionalismo como sendo a "teologia da escapologia" e defende que "os cristãos devem investir na cultura atual, não ficando à espera, até que chegue o tempo" (Emerging Churches, pp. 78-79).
Tony Jones - diz que a Igreja Emergente, ao contrário do ponto de vista dispensacionalista, caracteriza-se pela "escatologia da esperança" (An Emergent Manifesto of Hope, p. 130). Ele diz: "O que eu quero dizer é que as pessoas engajadas na igreja emergente tendem a ver a bondade e a luz no futuro de Deus, não trevas e ranger de dentes. Conquanto possa parecer óbvio a alguns seguidores de Deus, a teologia-pop de hoje está encarando o outro lado. Os novelistas e teólogos que lhes proveem o seu material tem a visão de que estamos numa espiral descendente e que, quando as coisas aqui em baixo estiverem bastante ruins, Jesus voltará em glória. Mas nós, que estamos representados neste livro, temos uma visão diferente. As promessas de Deus para o futuro são boas e nos aguardam, sinalizando para a frente". (Ibid, p. 130).
N. T. Wright - que tem grande influência na Igreja Emergente, admoesta que a doutrina de um iminente Arrebatamento é perigosa, pois ela interfere na construção do reino e nas atividades ambientais. "Se vai acontecer um Armagedom, e todos nós estivermos no céu, tendo sido antes arrebatados, não interessa se vamos ter uma chuva ácida ou um derramamento de gases venenosos... Ou que nos interessa se bombardeiam civis no Iraque? Tudo que realmente importa é salvar almas para este céu despovoado" (Christians Wrong About Heaven, diz o Bispo "Time", 07/02/2008).
Tony Campolo - diz "Quero dizer que todo esse estofo (sobre a iminente vinda de Cristo e uma literal Tribulação) não provém apenas do fundamentalismo. Ela provém do dispensacionalismo, uma bizarra forma de fundamentalismo, a qual teve início uns 50 anos atrás. Acho que precisamos desafiar o governo a realizar a obra do reino de Deus, fazendo o que é correto aos olhos do Senhor. Toda essa visão de que o arrebatamento vai acontecer a qualquer momento é usada como uma fuga, para os cristãos não se comprometerem com os principados, os poderes e as estruturas políticas e econômicas de nossa época". (Baptist Press, 27/06/2003).
Marc Driscol - Refere-se ao Arrebatamento Pré-Tribulacional como um "dispensacionalismo pessimista" (Litening to the Beliefs of Emerging Churches, p. 146). Ele avisa que os cristãos mentalmente ligados à Escatologia não são bem-vindos em sua igreja".

A Importância do Arrebatamento Pré-Tribulacional

A doutrina do Arrebatamento Pré-Tribulacional é periférica. Como vimos, Cristo, Paulo, João e Pedro ensinaram que a volta de Cristo seria iminente e deveria ser esperada a qualquer momento (Mateus 24:44; Filipenses 4:5; Tiago 5:8-9 e 1 Pedro 4:7). Os cristãos primitivos viveram na expectativa da volta de Cristo como um literal cumprimento das profecias:
"Porque eles mesmos anunciam de nós qual a entrada que tivemos para convosco, e como dos ídolos vos convertestes a Deus, para servir o Deus vivo e verdadeiro, e esperar dos céus a seu Filho, a quem ressuscitou dentre os mortos, a saber, Jesus, que nos livra da ira futura" (1 Tes. 1:9-10).
A doutrina de um Arrebatamento Pré-Tribulacional motiva à purificação da vida pessoal do cristão.
(1) - Ela encoraja o crente nas tribulações e perseguições:
"Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras (1 Tes. 4:17-18).
(2) - Ela coloca o foco da igreja na Grande Comissão (Mateus 28:18-20; Marcos 16:15; Atos 1:8). Ela nos ensina a pregar o evangelho, a ganhar pessoas para Cristo e a estabelecer igrejas, pois "a igreja do Deus vivo [é] a coluna e firmeza da verdade" (1 Timóteo 3:15), como o assunto mais urgente. D. L. Moddy estava certo quando disse: "Vejo este mundo como um barco destruído. Deus me deu um bote salva-vidas e me disse: ?Moody, salve tantos quantos você puder?".
(3) - Ela nos motiva a trabalhar na obra do Senhor (1 Coríntios 15:58).
(4) - Ela nos motiva a uma vida obediente (1 Tessalonicenses 5:4-7; 1 João 3:1-3).
(5) - Ela nos motiva a nos separarmos do mal (Tito 2:13-14).
(6) - Ela mantém os crentes longe da heresia e da apostasia (2 Timóteo 4:3-4 e 1 João 2:24-28).

David Cloud - "The Pre-Tribulation Rapture".
Traduzido por Mary Schultze, em 29/06/2009.

O CRISTO DA NOVA ERA

"Maitreya, o instrutor do Mundo, já está vivendo entre nós". Ao lado da fotografia de um homem de barba negra, turbante e traços orientais, a afirmação que aparece no site em espanhol e outras línguas, recebe ares messiânicos. A seqüência das informações estarrece e leva o leitor a conclusão de que uma grande força espiritual está se levantando hoje na Terra.

De forma sutil, os líderes deste movimento, adeptos da meditação transcendental, conhecida mundialmente como Nova Era, apresentam às nações o seu "Cristo Cósmico", o ungido. Um tal Maitreya, de quem cujas poucas imagens até agora conhecidas teriam sido tiradas em fotografias feitas no dia 11 de junho de 1988, numa aparição relâmpago em Nairobi, Quênia. A misteriosa figura teria aparecido durante um encontro onde multidões se reuniam para ver as curas milagrosas da queniana Mary Akatsa.

Segundo o texto, este é o que tem sido esperado por todas as religiões importantes. Os cristãos (católicos) o conheceriam como o Cristo e esperam seu regresso iminente. Os judeus o esperam como o Messias, os hindus esperam a reencarnação de Krishna, os budistas o aguardam como Maitreya Buddha e os muçulmanos prevêem a chegada do Imã Mahadi, o Messias. Todos estes nomes referem-se à mesma pessoa, diz o texto. Seria o "Instrutor Mundial, cujo nome é Maitreya". O site – em várias línguas – informa que Maitreya vive hoje anonimamente entre os habitantes da comunidade hindu-paquistanesa, em Londres. No momento apropriado, que estaria muito próximo, anunciam os adeptos, ele apareceria com todas as respostas para as principais questões mundiais. Num momento de grande crise política, econômica e social, Maitreya iria inspirar a humanidade para que esta se considere como uma família e criar, em decorrência, uma civilização baseada no compartilhar, na justiça econômica e social e na cooperação global.

O tal Maitreya lançaria uma ação para salvar a milhões de pessoas que morrem de fome a cada ano – em um mundo de abundância, faz questão de destacar candidamente, o texto. Entre as recomendações do "instrutor", estaria uma troca de prioridades sociais para que a alimentação, moradia, roupas, a educação e a saúde se convertam em direitos universais. Tudo muito bonito.

Nos últimos anos a informação sobre a chegada de Maitreya tem sido trazida por seu principal "profeta", Benjamim Creme, artista e autor britânico, que faz conferências sobre o assunto por todo o mundo desde 1974.

Segundo Creme, Maitreya saiu em julho de 1977, de seu retiro nos Himalaias e passou a morar na comunidade hindu-paquistanesa de Londres. Ele estaria vivendo e trabalhando ali, aparentemente como um homem comum. Sua verdadeira identidade seria conhecida apenas por poucas pessoas. Estaria emergindo gradualmente ao público para "não infringir o livre arbítrio humano".

Creme anuncia com habilidade os grandes feitos de Maitreya. Para ele, Maitreya teria usado de sua energia para extraordinárias mudanças em vários campos no mundo. Ali se incluem o fim do comunismo na União Soviética e o fim do Apartheid na África do Sul, a aproximação entre o Oriente e o Ocidente, o crescente poder da voz do povo e o despertamento mundial para conservação do ambiente.

Desde 1988 Maitreya estaria aparecendo milagrosamente em todo o mundo, sobretudo a grupos religiosos fundamentalistas, apresentando o que considera os termos mais importantes das leis espirituais que governam as vidas.

Desta forma, mediante sinais cada vez mais constantes e manifestações espirituais, ele estaria tocando o coração de milhões de pessoas, preparando-as para sua iminente aparição.

Cristo, Buda, Krishna e o Messias

Segundo Benjamim Creme, os estudantes da tradição esotérica acreditam que Cristo, Buda, Krishna e o Messias sejam nomes diferentes de uma só pessoa, Maitreya, a quem esperam antes do final do milênio.

Maitreya estaria aparecendo em algumas ocasiões especiais e para pessoas em vários locais do mundo, de formas diferentes. Em junho de 1988 ele teria aparecido "milagrosamente, saído do nada", em uma reunião de oração e cura ao ar livre. Foi fotografado falando na própria língua local a milhares de pessoas que instantaneamente teriam-no reconhecido como o cristo.

Desde março de 1978 ele seria o porta-voz da comunidade hindu-paquistanesa. Ele é apresentado como "educador, no sentido mais amplo da palavra", indicando a solução à crise mundial, diz o texto.

Os seguidores esotéricos acreditam que o tal líder tenha se manifestado há 2 mil anos, na Palestina, falando por intermédio de seu discípulo, Jesus. "Desta vez", diz Benjamim Creme, "ele mesmo virá". O pior é que acreditam mesmo nisso.

Maitreya tem objetivos iniciais louváveis, como convém a um lobo candidato a cordeiro. Veja sua lista de prioridades: suprimento justo de comida, provisão de moradias adequadas para todos, saúde e educação como direitos universais. A mensagem, diz o texto na Internet, pode se resumir no slogan "compartilhe e salve o mundo".

O texto é escrito em tom messiânico. Afirma que aparições semelhantes têm acontecido em diversos países. Desta maneira, cada vez mais as pessoas estariam recebendo a prova de sua presença, com otimismo. Maitreya estaria esperando que esta seqüência de acontecimentos conduzam ao chamado "Dia da Declaração". Neste dia, afirma Benjamim Creme, Maitreya não deixará dúvidas de que é o instrutor do mundo. Então o líder envolveria mental e simultaneamente a toda a humanidade e cada um ouviria suas palavras, telepaticamente, em sua língua.

Dia da Declaração

No momento oportuno, diz o texto na internet, Maitreya mostrará sua verdadeira identidade. No que chama de "Dia da Declaração", as cadeias internacionais de rádio e televisão entrarão em rede e Maitreya será convidado a falar ao mundo.

"O mundo verá seu rosto na televisão, mas cada um escutará suas palavras telepaticamente em sua própria língua, enquanto Maitreya impressionará simultaneamente as mentes de toda a humanidade. Inclusive aqueles que não estiverem vendo a cena pela tevê ou não o ouvindo pelo rádio terão a experiência", informa o "porta-voz" Benjamim Creme, no texto de Share International.

Ao mesmo tempo, centenas de milhares de curas espontâneas acontecerão por todo o mundo. Então, saberão que este homem é verdadeiramente o instrutor do mundo para a humanidade.

Adeptos superestimam poder de Maitreya

Sequência de acontecimentos históricos e espirituais que teriam acontecido pelo poder do tal Maitreya:

  • 1987: Benjamim Creme anuncia que nos próximos três ou quatro meses Maitreya trabalharia intensamente para conseguir um progresso significativo nas relações internacionais no mundo. Em dezembro do mesmo ano, americanos e soviéticos assinam o acordo de desarmamento, que ninguém cria possível.
  • 1988: Maitreya teria aparecido, em pessoa, e em sonhos a líderes conhecidos de vários países e a muitos cidadãos comuns. Notícias sobre aparecimento de cruzes de luz são publicados pela imprensa dos Estados Unidos, as quais teriam sido vistas por milhares de pessoas.
  • Entre 1989 e 1995: Pessoas de todo o mundo testemunham o desaparecimento "milagroso" de leite oferecido a estátuas de deusas Hindus.
  • Entre 1991 e 1996: Maitreya teria aparecido também "milagrosamente" a numerosos grupos de pessoas em todo o mundo. Em Tlacote, no México, Nordenau (Alemanha) e Nadana (Índia), mananciais de água teriam sido magnetizados pela energia do tal homem que têm atraído crescente número de visitantes.

A série de acontecimentos que teriam tido a intervenção de Maitreya é extensa: libertação de Nelson Mandela; demissão de Margareth Tatcher, fim das hostilidades entre Irã e Iraque, retirada das tropas estrangeiras de Angola, terremotos na Armênia (1988) e na Califórnia e China (1989).

Maitreya se diz superior a Jesus Cristo

Pretensiosamente, Maitreya se apresenta como o próprio Cristo. Ensina que a palavra cristo não é o nome de uma pessoa, mas sim refere-se a um cargo ou função dentro da chamada hierarquia espiritual dos mestres. Quem ocupa o cargo atualmente, para eles, não pode ser outro, a não ser o próprio Maitreya. Segundo o texto de Share International, Maitreya tem sido o cristo durante os últimos 2.600 anos e seguirá com o cargo por toda a era de Aquário, a qual, segundo afirmam, vai durar outros 2 mil anos.

"Maitreya é irmão maior da família humana, que tem aperfeiçoado e se manifestado totalmente dentro da divindade que é latente em cada um dos homens", diz o texto. "E agora ele vem revelar um novo aspecto de Deus e guiar toda a humanidade através da nova fase de sua viagem espiritual".

"Na Palestina, há dois mil anos, Maitreya já trabalhava, por meio de seu discípulo Jesus", diz o texto. "Desde o momento do batismo de Jesus no Rio Jordão até sua crucificação, a consciência de Maitreya estava em Cristo. Este, aliás, é o processo utilizado às vezes entre os mestres e seus discípulos como um meio para apresentar um novo ensinamento a humanidade", explica Benjamim Creme, com ares de dono da verdade.

Desprezo ao "Pai Nosso"

Durante uma entrevista feita por Benjamim Creme, Maitreya despreza sem qualquer escrúpulo, a oração do "Pai Nosso" ensinada por Jesus Cristo, taxando-a de passiva. No lugar inclui dois 'mantras', espécie de rezas repetitivas onde se invoca as energias espirituais.

Para Maitreya, há três formas de mantras. A primeira, mais fraca, seria a oração, a segunda, a invocação e a última, a afirmação. "O Pai Nosso", diz ele, "como o nome sugere, é uma súplica emocional à divindade para que supra nossas necessidades diárias de alimento e de proteção. É passiva. Pede-se a Deus que se traga tudo, implicando com isso que Deus está separado do homem."

"A Grande Invocação é mais que isso", presume Maitreya. "É um poderoso mantra mediante o qual, por meio de seus representantes, buddha, o cristo e Shamballa, são invocados conscientemente as energias de Deus, para uma compreensão de suas idéias e de sua vontade". "A Oração para a nova era é uma afirmação com efeito invocativo e será um instrumento poderoso para o reconhecimento por parte do homem de que ele e Deus são um. Quando o homem afirma que é criador do universo, pode chegar, finalmente a consciência de que é deus", presume o texto.

Hora da Operação do Erro

Pelo que se depreende ao longo desta reportagem sobre o iminente aparecimento de um falso "messias", a batalha espiritual será ferrenha nestes dias que antecedem a segunda vinda, verdadeira e definitiva, de Jesus Cristo, a Terra.

Paulo adverte em I Timóteo (4:1), que, imediatamente antes da vinda de Cristo, milhões dariam ouvidos a espíritos enganadores e as doutrinas de demônios. É o que se vê hoje, em progressão geométrica, por toda a Terra. Grupos de várias nações não se cansam de repetir seus mantras, invocando esta nova era e o tal Maitreya.

Sobre arrependimento de pecados pouco ou nada se ouve. As multidões fogem quando ouvem sugestões para se converter da lama para o reino da verdadeira luz de Cristo.

Não é de admirar que Deus vá permitir nestes dias que aconteça no mundo a chamada "operação do erro", para que os povos creiam na mentira, conforme o que está descrito em II Tessalonicenses 2:11.

Nunca o texto de II Tessalonicenses 2 se tornou tão atual. Veja: "Ninguém de maneira alguma vos engane, pois isto (a Segunda volta de Jesus a Terra) não acontecerá sem que antes venha a APOSTASIA, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição. Ele se opõe e se levanta contra tudo o que se chama Deus ou é objeto de culto, de sorte que se assentará como Deus, querendo parecer Deus... E então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo sopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor de sua vinda. A vinda desse iníquo é segundo a eficácia de Satanás, com todo poder, e sinais e prodígios da mentira, e com todo engano de injustiça para os que perecem. Perecem porque não receberam o amor da verdade para se salvarem. Por isso Deus lhes envia a operação do erro, para que creiam na mentira, e para que sejam julgados todos os que não creram na verdade, antes tiveram prazer na iniqüidade".

Também não é de admirar que multidões irão se voltar para adorar o Anticristo. Ao ouvir discursos semelhantes a estes, proferidos por Maitreya e seus seguidores, terão soluções paliativas para suas vidas: serão curados, verão sinais nos céus, ouvirão telepaticamente as instruções, enfim, se tornarão presas fáceis.

É relativamente barato seguir alguém que não exige mudança de vida, arrependimento de pecados, submissão ao Todo Poderoso, mas oferece a grande oportunidade de se tornar ele, até então um homem caído e mortal, uma divindade.

A história se repete. Segundo as escrituras, Lúcifer caiu por esta pretensão. E, a julgar pelos textos desta reportagem, continua cobiçoso. Com o agravante de que, desta vez, leva junto os descendentes de suas primeiras vítimas, Adão e Eva, enganados pela cobiça de se tornarem iguais a Deus, conforme se lê no Gênesis.

O texto na Internet não informa praticamente nada sobre o que o tal Maitreya iria fazer após o seu Dia da Declaração. É fácil imaginar: Qual seria o tratamento que uma população leiga mundial daria a alguém que chega de repente e fala ao mundo em cadeia de rádio e televisão, traz "soluções" para todos os problemas da vida, faz milagres e sinais, cura pessoas simultaneamente no mundo todo, fala telepaticamente a todos e conquista os corações? Seria visto como um deus, é claro. Por menos que isso, milhares de ídolos da música e políticos recebem a desejada veneração.

Textos bíblicos anunciam que cristãos também serão perseguidos e mortos como mártires nos últimos tempos, em larga escala. Também não é difícil entender o mecanismo que levará as populações do mundo inteiro a odiar os cristãos. O raciocínio coletivo será o de que os cristãos estariam a serviço de satanás, uma vez que não aceitam a autoridade, o poder, o pseudo amor e o poder espiritual do tal Maitreya.

Daí para a intolerância, para uma outra "solução final", como a que foi intentada contra os judeus na segunda guerra, basta alguns passos – ou pior, algumas "mensagens telepáticas" e discursos inflamados na tevê. Graças a Deus, mais uma vez, tudo isto terá um fim. Após o tempo determinado – por Deus, frise-se, Ele é quem está no comando –, as obras do iníquo se desfarão pelo sopro da boca do Senhor e o anticristo será aniquilado pelo esplendor de sua vinda. Precisamos conhecer bem ao verdadeiro para, quando for preciso, discernir o que é falso.

O QUE A NOVA ERA E SEUS ADEPTOS FALAM DE JESUS

"Chegando Jesus à região de Cesaréia de Felipe, interrogou os seus discípulos: Quem dizem os homens ser o Filho do homem? Responderam-lhe: Uns dizem: João Batista; outros: Elias; e outros: Jeremias, ou um dos profetas. Perguntou-lhes ele: E vós, quem dizeis que eu sou? Simão Pedro respondeu: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo". O evangelista Mateus (Mateus 16:13 a 16).

"Ao ver as gravuras dos quadros pintados daquilo que dizem ser o meu Senhor, meu ser não aceita o que está na tela. É falsa a inspiração do pintor. Não creio, não creio num Cristo vencido, cheio de amargura, semblante de dor. Eu creio num Cristo de rosto alegre. Eu creio num Cristo que é vencedor!".[1] Josias Menezes (O Rosto de Cristo).

Os místicos subtraíram Jesus ao máximo e agora estão redefinindo-O. Os esotéricos tentam passar uma esponja sobre os Evangelhos neo-testamentários, querem re-editar os evangelhos de uma forma que espelhe o misticismo oriental e tencionam re-criar um "novo" Cristo. Conhecemos cada vez mais pessoas que aceitam esse "novo" Jesus. Falam de um Jesus mente-aberta, que não censura, que não reivindica ser o caminho para o céu, que ensina os dogmas das religiões orientais, o esoterismo e a busca de um suposto deus-introvertido em cada indivíduo.

Os esotéricos querem um Jesus, tipo "Santo Issa", que sincretize com Buda, Krishna, Iman Mahdi e talvez até com o futuro messias judaico. Anseiam por um Jesus que seja um mestre perfeito entre muitos mestres perfeitos. Vêem Jesus como um iluminado que não apenas alcançou a consciência do "Cristo Cósmico", mas também que estava em perfeita simbiose com ele. Para os nova erenses, o termo "o Cristo" não se refere a uma pessoa específica. "O Cristo" é um cargo, uma função, como por exemplo, "o presidente" de um país. Dizem que o título "o Cristo" pertence ao "Senhor Maitreya*", mas já foi compartilhado temporariamente com alguns seres espiritualmente elevados, como por exemplo: Jesus.

Esse Jesus do Movimento da Nova Consciência seria um mero homem com um espírito bastante evoluído. Muitos sectários deste "movimento aquariano" asseguram que seu Jesus teve uma formação acadêmica esotérica no Oriente durante Sua mocidade e se tornou semelhante a muitos gurus orientais da antiguidade.


Quem é Jesus para Bhagwan Shree Rajneesh?

Bhagwan Shree Rajneesh, também chamado de Osho (1932-1990), ficou conhecido como o guru sexual por ter difundido as "cerimônias tântricas"*. Estabeleceu o seu centro espiritual em Antelope, Oregon, reivindicou ser Deus, precipitou um escândalo internacional sobre imoralidade e drogas e foi investigado pela Receita Federal americana. Foi deportado dos Estados Unidos de volta para a Índia, sem ter o direito de levar consigo seus noventa carros Rolls Royce.[2] Apesar dos críticos o considerarem um perverso, Rajneesh é respeitado e amado por muitos esotéricos e seus livros são vendidos aos montes.

Observem o conceito que este guru indiano, Rajneesh, tinha acerca de Jesus Cristo:

"Para lhe dizer a verdade, Jesus é um caso psíquico. [...] Ele é um fanático. Ele tem o mesmo tipo de mente de Adolf Hitler. Ele é um fascista. Ele acha que somente aqueles que o seguem serão salvos. [...] E os bobos continuam acreditando que eles serão salvos se seguirem Jesus. Até Jesus não está salvo e ele sabe disto".[3]


Quem é Jesus para Matthew Fox?

Matthew Fox é um ex-padre, excomungado da ordem dominicana em virtude de suas idéias homossexuais. Posteriormente, foi ordenado pelo clero da igreja episcopal americana. Autor do "best-seller" esotérico The Coming of The Cosmic Christ (A Vinda do Cristo Cósmico), Fox exerce uma tremenda influência mística no círculo protestante.

O Cristo cósmico, pregado por Fox, como também Jesus (que supostamente assimilou a consciência deste Cristo cósmico) podem ser tanto hetero como homossexual:

"Muitos cristãos têm sido levados a acreditar que o Cristo não está presente no fazer-amor. Isso não faz sentido. De fato, o Cristo Cósmico é radicalmente presente a todas as sexualidades e em todas as suas dimensões e possibilidades. O Cristo Cósmico celebra a diversidade sexual – "Em Cristo não há macho nem fêmea", diz Paulo (Gálatas 3:28). O Cristo Cósmico não é obsecado com identidades sexuais. O Cristo Cósmico pode ser ambos, feminino e masculino, heterossexual e homossexual".[4]

"Fox também pede uma substituição da pesquisa do Jesus histórico pela pesquisa do Jesus Cósmico. Ele diz que é tempo de 'reivindicar' o Cristo Cósmico. Nós precisamos nos mudar de um Cristianismo do 'Salvador Pessoal' para um Cristianismo do 'Cristo Cósmico"'.[5]


Quem é Jesus para Elizabeth Clare Prophet?

Prophet acredita que "Deus" habita em cada ser humano e não somente em Jesus e que todos nós aspiramos nos tornar também o Cristo:

"Deus habita em cada homem e não apenas em Seu filho Jesus, o Cristo. O unigênito Filho do Pai, cheio de graça e verdade, é o Cristo pelo qual a Imagem do Senhor tem sido reproduzida repetidas vezes como a identidade-Cristo de cada filho e filha que tem vindo do Espírito infinito de Deus Pai-Mãe".[6]

"Tornar-se um Cristo é, pois, o objetivo de cada filho de Deus".[7]

Prophet também assegura que Jesus não foi o expiador dos nossos pecados:

"A doutrina errônea que diz respeito ao sacrifício sanguinário de Jesus – a qual ele mesmo nunca ensinou – tem sido perpetuada até os dias atuais. Deus o Pai não requereu o sacrifício de Seu Filho Jesus Cristo [...] como uma expiação pelos pecados do mundo; e nem é possível de acordo com as leis cósmicas que qualquer sacrifício humano equilibre o pecado original e nem os subseqüentes pecados de alguém ou de muitas pessoas".[8]


Quem é Jesus para Lauro Trevisan?

Lauro Trevisan é um padre brasileiro conhecido como "o arauto do pensamento positivo e da Nova Era". Trevisan é autor de vários livros místicos e afirma que Jesus só se tornou o Cristo a partir do Seu batismo no rio Jordão:

"Lucas narra que, ao receber o batismo de João, desceu o Espírito Santo sobre Jesus, em forma corpórea de pomba", e do céu veio uma voz: 'Tu és meu Filho bem-amado; eu, hoje, te gerei!' (Lc 3, 21-22). Neste momento, era gerado o Cristo, o Filho de Deus. A partir deste instante, já não era mais apenas o filho de Maria e José. Já não era mais apenas o Jesus. Era o Cristo, o Iluminado, o Messias, o Salvador. E começou a transmitir a mensagem que a luz Divina lhe inspirara, chamando-a de Boa Nova".[9]

Lauro Trevisan estimula seus leitores a aprofundarem seus conhecimentos sobre a mensagem de Jesus mergulhando nas doutrinas do ocultismo:

"À medida que a humanidade mais evolui no campo da mente, do espírito, das chamadas ciências ocultas e do conhecimento das leis universais, melhor entenderá a mensagem de Jesus".[10]


Afinal, é Jesus Cristo o verdadeiro e único Cristo?

"Vinde, vede um homem que me disse tudo o que tenho feito. Poderia ser este o Cristo?" – a mulher samaritana questionando acerca de Jesus (João 4:29).

Cristo é a palavra grega que significa Messias. Messias, por sua vez, vem do hebraico Mashiah que quer dizer "ungido". Para os cristãos só houve um único Messias – Jesus Cristo. A polêmica levantada pelos esotéricos é que Jesus não é o Messias, mas assumiu a função de Messias temporariamente durante alguns anos da Sua vida terrena. Como já frisamos, para os místicos, o Messias integral é o vindouro "Cristo cósmico".

O fato é que, falem o que quiserem, "Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e eternamente" (Hebreus 13:8). Mas, quem é esse imutável Jesus?

Sobre a questão da cristandade de Jesus, queremos salientar apenas cinco aspectos:
Jesus, o embrião Cristo:

Ao contrário do que o Movimento da Nova Consciência ensina, Jesus e o Cristo não são duas personalidades separadas e distintas. Jesus Cristo é uma única pessoa desde o começo e é inseparável. Jesus não incorporou o espírito do "Cristo cósmico", mas sempre foi o Cristo.

Houve tantos fenômenos e acontecimentos extraordinários cercando a gravidez de Maria, o nascimento e a infância de Jesus, que fica difícil desmentir que aquele menino era de fato o Cristo. Observemos alguns destes episódios:

O povo de Israel conhecia uma profecia de Isaías (de mais ou menos 750 a.C.) que vaticinava que o Messias nasceria de uma virgem e seria chamado de Emanuel: "Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: A virgem conceberá, e dará à luz um filho, e será o seu nome Emanuel" (Isaías 7:14). Jesus cumpriu literalmente esta profecia quando nasceu, veja o texto: "Tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor, pelo profeta (Isaías): A virgem conceberá e dará à luz um filho, e o chamarão pelo nome de Emanuel, que quer dizer: Deus conosco" (Mateus 1:22 e 23).

No dia do nascimento de Jesus, um anjo desceu dos céus até os pastores na circunvizinhança de Belém e garantiu-lhes que o Cristo tinha nascido: "Na cidade de Davi vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor" (Lucas 2:11).

Talvez um dos eventos mais marcantes de reconhecimento da cristandade na infância de Jesus foi quando seus pais O levaram ao templo em Jerusalém para O consagrarem. Havia duas personagens no templo, Simeão e a profetisa Ana, que, ao verem o Senhor Jesus, reconheceram de imediato que aquele nenê era o Messias: "Havia em Jerusalém um homem cujo nome era Simeão; este homem, justo e temente a Deus, esperava a consolação de Israel, e o Espírito Santo estava sobre ele. Fora-lhe revelado pelo Espírito Santo que ele não morreria antes de ver o Cristo do Senhor. Movido pelo Espírito foi ao templo. Quando os pais trouxeram o menino Jesus para com ele procederem segundo o que a lei ordenava, ele então o tomou nos braços, e louvou a Deus, dizendo: Agora, Senhor, despede em paz o teu servo, segundo a tua palavra, pois os meus olhos já viram a tua salvação [...]. O pai e mãe do menino admiraram-se das coisas que dele se diziam. [...] Estava ali a profetisa Ana [...] Era viúva, de quase oitenta e quatro anos, e não se afastava do templo, servindo a Deus em jejuns e orações, de noite e de dia. Chegando na mesma hora, dava graças a Deus, e falava a respeito do menino a todos os que esperavam a redenção de Jerusalém" (Lucas 2:25 a 38).

Compreende-se, nestas passagens dos evangelhos bíblicos, que o ser que foi engendrado no útero da virgem Maria era o embrião Cristo. Jesus é Deus encarnado desde a "barriguinha" de Maria e José que o diga. José, ao saber que sua virgem namorada, Maria, encontrava-se gestante, tentou fugir secretamente, mas um anjo o alertou: "... em sonho lhe apareceu um anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber a Maria tua mulher, porque o que nela foi gerado é do Espírito Santo" (Mateus 1:20).


Jesus não compartilhou o Seu título de Cristo com ninguém:

Jesus se identificou como o Cristo (Mateus 16:13 a 20; João 11:24 a 27). Jesus nunca incentivou as pessoas a se tornarem o Cristo, jamais disse: "desenvolva sua consciência crística – você também pode aspirar um dia tornar-se um Cristo como Eu".


Jesus alertou acerca de falsos cristos:

É importante para nós, cristãos, observar o surgimento de falsos cristos, pois assim temos a certeza de que estamos perto do fim do mundo. "Respondeu-lhes Jesus: Acautelai-vos, que ninguém vos engane. Pois muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo, e enganarão a muitos. [...] Tais coisas devem acontecer, mas ainda não é o fim" (Mateus 24:4 a 6).


O Oriente honrou Jesus:

Não há qualquer menção na Bíblia de que Jesus tenha visitado o Oriente, no entanto, os orientais vieram visitar Jesus. A Bíblia relata que homens sábios, estudiosos das profecias, perceberam que uma brilhante estrela no céu anunciava o nascimento do Salvador. Viajaram do Oriente até a pequena vila de Belém para presentearem e honrarem ao bebê Jesus. "...e a estrela que (os sábios orientais) tinham visto no Oriente, ia adiante deles até que, chegando, se deteve sobre o lugar onde estava o menino. Vendo eles a estrela, alegraram-se imensamente. Entrando na casa, viram o menino com Maria, sua mãe e, prostrando-se, o adoraram. Então, abrindo os seus tesouros, lhe apresentaram suas dádivas: ouro, incenso e mirra" (Mateus 2:9 a 11).

Não podemos imaginar quanto tempo aqueles magos orientais esperaram por aquele sublime momento de estarem ajoelhados aos pés de Jesus. Eles reconheceram o senhorio de Cristo e a Ele expressaram seu louvor.

Ah... como seria bom se os adeptos da Nova Consciência entendessem a profundidade desta mensagem. Os magos orientais vieram contemplar e honrar Jesus; não houve qualquer tentativa do Jesus adulto de retribuir esta honra aos sábios orientais. Os nova erenses, sob pretextos infundados e sob alegações baratas querem forçar Jesus a se curvar diante das doutrinas das religiões orientais. Fabricaram um "Jesus" que abraçou o budismo e o hinduísmo, mas que na verdade não passa de uma manipulação forçada da personalidade de Jesus Cristo.

Negar que Jesus Cristo é o Cristo – aliar-se ao Anticristo:

Negar que Jesus é o Cristo é fazer parceria com o Anticristo. Infelizmente, consciente ou inconscientemente, os sectários da Nova Consciência já assimilaram o espírito do Anticristo e preparam o palco para a aparição dele – através do "Cristo Cósmico". "Quem é mentiroso senão aquele que nega que Jesus é o Cristo? Esse mesmo é o anticristo, esse que nega o Pai e o Filho. Qualquer que nega o Filho, também não tem o Pai; aquele que confessa o Filho, tem também o Pai" (I João 2:22 e 23).

"Nisto conheceis o Espírito de Deus: Todo espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus, mas todo espírito que não confessa a Jesus não é de Deus. Este é o espírito do anticristo, do qual já ouvistes que há de vir, e agora já está no mundo" (I João 4:2 e 3).

Apenas para a reflexão dos cristãos: Satanás está deixando muito claro para todo mundo que o Cristo é o "Maitreya", conhecido como o futuro "Cristo Cósmico". Fica, portanto, muito óbvio para o cristão que o "Maitreya" é um impostor. No entanto, o diabo é safado e mentiroso por natureza – Será que ele não está blefando? Será que o maligno não está nos escondendo o verdadeiro Anticristo? Será que o diabo vai colocar o "Maitreya" no planeta só para desviar a atenção dos cristãos do verdadeiro Anticristo? Será que o "Maitreya" é mesmo o Anticristo ou apenas o testa-de-ferro do verdadeiro Anticristo?

O Movimento da Nova Consciência criou um Jesus diferente do original. Não é mais o Jesus Cristo que viveu e fixou a Sua própria história em um tempo determinado. No entanto, estamos presenciando um surgimento de um "novo" Jesus forçado a oscilar e se submeter a uma "nova" história de Sua vida sancionada pelos esotéricos. Querem tentar fazer com que o Jesus Cristo dos Evangelhos abandone Sua cristandade e se amolde ao "Santo Issa" dos evangelhos "aquarianos".

Esperamos no Senhor que os nossos leitores reconheçam que, além de Jesus, nunca houve e nem haverá outro Cristo. O que surgir por aí é simples falsificação. E mais, sem Jesus Cristo não nos resta esperança: "Em nenhum outro há salvação, pois também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos" (Atos 4:12).

E os anos obscuros da mocidade de Jesus Cristo? O argumento de que Jesus foi um aprendiz no Oriente e um iniciado no esoterismo entre os essênios torna-se nulo e desnecessário quando cremos que Jesus é o Messias (o Cristo) desde o ventre de Maria. Jesus Cristo não precisou ser ensinado a ser um líder religioso e muito menos a ser um Cristo. Jesus sempre foi o Cristo e estava nos planos de Deus que viesse ao planeta Terra resgatar o pecador. O próprio Jesus sabia disto: "Pois o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos" (Marcos 10:45). Jesus veio ao nosso planeta já ciente do que tinha de fazer e cumpriu impecavelmente a Sua missão. Ter discernimento espiritual para identificar o verdadeiro e único Cristo é fundamental para assimilarmos uma outra verdade sobre o Cristo:

"Esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir, assim como para o céu o vistes ir" (Atos 1:11). Jesus voltará! (Samuel Fernandes Magalhães Costa - http://www.ajesus.com.br)


Glossário

CERIMÔNIAS TÂNTRICAS:

São relações sexuais realizadas como parte das doutrinas de uma pequena variante do budismo, chamado budismo tântrico. Seus seguidores basearam-se na crença do poder sexual de uma divindade do hinduísmo chamada Shakti. Os adeptos do tantrismo praticam o intercurso sexual como uma forma de alcançarem uma união com o divino. Acreditam que o coito é a combinação de forças opostas do Universo (o positivo masculino e o negativo feminino), resultando nas habilidades dos praticantes de realizarem atos sobrenaturais.

MAITREYA:

Segundo a divisão Mahayana (Grande Veículo) do budismo, "Maitreya" é um título outorgado a um ser que adquiriu méritos e prerrogativas para se transformar em um Buda. O budismo afirma que o seu quinto Buda era chamado de "Maitreya" e que no futuro ele retornará ao planeta Terra. Pelo menos dois grandes monumentos ao Buda Maitreya podem ser encontrados no Oriente: Um é uma estátua esculpida em baixo-relevo em uma rocha vertical de doze metros de altura, no norte da Índia (fronteira entre Caxemira e Ladakh). O outro é uma estátua com vinte e seis metros de altura e revestida com trezentos quilos de ouro, contida no templo budista de Tashilunpo, em Lhasa, capital do Tibete. O templo é também a residência oficial do Pachen-lama, a segunda autoridade do budismo tibetano.Os esotéricos afirmam que Jesus não foi o Cristo e sim apenas um ser humano que conseguiu uma consciência crística. Declaram que o Cristo será o "Maitreya" também é conhecido como o "Cristo Cósmico".

Sugerimos a leitura do nosso livro A Nova Era: Um Passo Para a Manifestação do "Maitreya" e da Prostituta Babilônia (Editora Obra Missionária Chamada da Meia-Noite – 1996).


Bibliografia

1.Cântico espiritual "O Rosto de Cristo", de autoria de Josias Menezes e contido no compact disc "Retorno" de J. Neto. Nancel Produções – Rio de Janeiro, RJ.

2.Artigo "Jesus and The Den of Thieves", by Tal Brooke, Spiritual Counterfeits Project Journal. Spiritual Counterfeits Project, Inc – Berkeley, California, USA, volume 20:3-4, 1996, página 7.

3.Rajneesh, Bhagwan Shree, The Rajneesh Bible. Rajneesh Foundation International – Oregon, USA, volume 1, 1985, páginas 9 e10.

4.Fox, Matthew, The Coming of the Cosmic Christ. Harper and Row – San Francisco, California, USA, 1988, página 164. Cf. Matthew Fox, Whee! We, Wee All the Way Home. Bear Publications – Santa Fe, New Mexico, USA, 1981, página 76.

5.Artigo "The Cosmic Christ and Planetary Healing: A Look at the New Age Christ of Matthew Fox", by Ron Rhodes, Spiritual Counterfeits Project Journal. Spiritual Counterfeits Project, Inc – Berkeley, California, USA, volume 20:3-4, 1996, página 51.

6.Prophet, Mark and Elizabeth Prophet, Climb the Highest Mountain. Summit University Press – Los Angeles, California, USA, 1994, página 228.

7.Id, página 160.

8.Ibid, páginas 279 e 280.

9.Trevisan, Lauro, Os Poderes de Jesus Cristo. Editora e Distribuidora da Mente – Santa Maria, RS, 1983, página 55.

10.Id, página 16.

Extraído do livro Os Anos Obscuros da Mocidade de Jesus Cristo.

AUTOR: Samuel Magalhães F. Costa
(Obra Missionária Chamada da Meia Noite)

domingo, 13 de setembro de 2009

A MARCA DA BESTA

A SOCIEDADE DO DINHEIRO ELETRÔNICO CHEGOU !

"Os ricos e poderosos do mundo estão esperando um homem

que assentará seu trono em Jerusalém e dominará o mundo".

Depois de muitos anos de planejamento, pesquisa e desenvolvimento, as instituições financeiras do mundo estão anunciando a SOCIEDADE GLOBAL DO DINHEIRO ELETRÔNICO.

A habilidade de se conduzir todo tipo de troca e câmbio de moedas agora está sendo substituída pela tecnologia de dinheiro eletrônico. MONDEX é a empresa que está fornecendo este sistema e já vendeu sua franquia a mais de 20 nações do mundo.

Este sistema foi criado em 1993 pelos banqueiros Londrinos Tim Jones E Graham Higgins da NATWEST/COUTTS, o banco pessoal da Família Real Britânica.

O sistema está baseado na tecnologia SMART CARD (CARTÃO INTELIGENTE), que usa microchips embutido dentro de um cartão de plástico, que arquiva dinheiro, identificação pessoal, e outras informações. Todas as transações monetárias mantêm sigilo através da adoção de protocolos SET (Secure Eletronic Transaction - Transação Eletrônica Segura), e irão mostrar no display a MARCA SET (SET MARK).

MON-DEX - É um composto de duas palavras, MONETÁRIO E DESTRA. O dicionário de Websters define estas palavras como: Monetary- aquilo pertinente ao dinheiro. Dexter:- Pertencendo á, ou localizada na mão direita.

SET - o deus egipcio do mal ou Satanás.

Junto com os cartões, você poderá usar um dispositivo PET (Transferência Pessoal Eletrônica).

Este dispositivo, tipo calculadora de bolso, lhe permitirá conduzir transferências eletrônicas pessoais com outros que possuem cartão.

Os cartões também funcionam com o telefone da NORTEL/BELL , telefones públicos, Terminais de Banco Eletrônico, seu Computador Pessoal, a Internet, e empresas e instituições online, ou conectadas por rede.

Mais de 250 corporações em 20 países estão envolvidas em trazer MONDEX para o mundo e muitas nações já fizeram franquia para usá-la.

O mundo financeiro projeta que a União Européia irá adotar o sistema MONDEX como sua moeda monetária unificada.

Outros sistemas de SMARTCARD estão rapidamente sendo descartados e trocados por MONDEX, principalmente desde que a MASTER CARD comprou 51% das ações da empresa. Robin O'Kelly da MONDEX INTERNACIONAL disse:

"Com o apoio financeiro da MasterCard, não há nada agora que poderá impedir a MONDEX de se tornar um padrão global".

Eventualmente a idéia de carregar um cartão irá se tornar obsoleta e as pessoas logo descobrirão que ela possui problemas de segurança, sendo possível que se danifique e seja até roubado.

A solução final será simplesmente ter o microchip colocado no corpo humano, como eles fazem agora com sistemas de identificação de animais.

A INFOPET é uma entre várias empresas que fornecem uma pistola tipo seringa que implanta um bio-chip que é injetado debaixo da pele do animal.

O chip, que pode ser lido por um scanner, pode ser usado para se acessar um arquivo no computador.

O sistema gaba-se do fato de poder rastrear mais de um bilhão de animais domésticos por satélite e torre de celulares.

A MOTOROLA, que produz os microchips para MONDEX, já tem desenvolvido vários bio-chips implantáveis em seres humanos. O chip BT952000 foi projetado pelo Dr. Carl Sanders, que foi orientado em 17 reuniões da NOVA ORDEM MUNDIAL a desenvolver o dispositivo para uso global em seres humanos para fins econômicos e de identificação pessoal.

O bio-chip mede aproximadamente o tamanho de um grão de arroz. Ele contém um dispositivo chamado de transponder e uma bateria de lithium.

A bateria é carregada por um circuito integrado termal, que produz a voltagem a partir de flutuações térmicas na temperatura do corpo.

Eles gastaram mais de 1,5 milhões de dólares estudando onde colocar o chip no corpo humano.

Eles descobriram somente dois lugares adequados e eficientes - A TESTA, logo abaixo da linha do cabelo, e a parte de trás da mão, especificamente a MÃO DIREITA.

"A todos, os pequenos e os grandes e os ricos e os pobres, os livres e os escravos, faz que lhes seja posta certa MARCA sobre a MÃO DIREITA ou sobre a FRONTE (TESTA), para que ninguém possa comprar ou vender, se não aquele que tem a MARCA, o nome da BESTA ou o número do seu nome." Apocalipse. 13:16.

O Dr. Sanders era contra o uso da bateria lithium porque sabia que se ela estourar, o produto causaria uma úlcera maligna (bolha na pele) que ocasionaria muita agonia ao possuidor. Veja o que diz a Bíblia sobre isso:

"E saiu, pois o primeiro anjo e derramou a sua taça pela terra, e, aos homens portadores da marca da BESTA e adoradores de sua imagem, sobreviveram úlceras malignas e perniciosas". Apocalipse 16:2

Depois que o Dr. Sanders deixou o projeto, ele conheceu as escrituras proféticas na Bíblia que se referem a "marca da besta". Foi quando ele se converteu á Fé Cristã e agora conduz seminários neste assunto. Ele desenvolveu equipamento patenteado para a medicina, vigilância e equipamento de segurança para o FBI, CIA, IRS, IBM, Honeywell e Teledyne. (Todos sendo do governo ou empresas de defesa que fazem mega-contratos com o governo).

A palavra Marca quer dizer "charigma", que significa um arranhão, gravura, estampa, insígnia, ou marca de servidão (como escravo). O número 666 é a frase Grega Chi Xi SIgma, que significa enfiar uma agulha ou objeto pontiagudo, enfiar algo na pele, sendo uma marca perfurada ou impressa sobre pressão ou contato, usado para reconhecimento e identificação de propriedade.

Quer dizer, quem receber a MARCA 666 se tornará propriedade exclusiva da Besta, como o gado é marcado para o reconhecimento do seu dono.

Não se deixe ser escravizado por este sistema informatizado eletrônico da NOVA ORDEM MUNDIAL e da BESTA que se revelará brevemente ao mundo. Cuidado, pois logo estes cartões estarão por aí substituindo o dinheiro. Não há nada que impedirá este novo padrão mundial tomar conta de tudo.

Você não vai poder comprar ou vender a não ser que começar usar o cartão e, eventualmente, o cartão será substituído por uma MARCA na MÃO DIREITA ou na TESTA.

Não estamos dizendo aqui que toda a tecnologia propriamente dita é diabólica. Mas sabemos claramente o sistema diabólico que esta sendo desenvolvido pelos governos do mundo que são controlados por pessoas adeptas da NOVA ERA e da NOVA ORDEM MUNDIAL, tão casualmente anunciado e que hoje todas as religiões do mundo estão aceitando como uma filosofia de visão do mundo que lhes unifica, com os ingredientes perfeitos que agradam a todos. Mas na verdade esta NOVA ERA não é de fato nova, pois nada mais é do que a re-instituição dos cultos místicos da antiga Babilônia.

Mas de acordo com a profecia, esta nova Babilônia, que será fundada sobre o antigo império Romano, cairá, como todos os reinos deste mundo cairão. (Veja as profecias de Daniel sobre os Impérios do mundo e suas predições sobre o futuro.)

Em meio a uma grande crise financeira, a União Européia formará uma moeda tão forte que será adotado pelos Estados Unidos, América do Sul, África, Indochina, Ásia e eventualmente o mundo todo, pois ninguém irá querer ficar de fora.

Cada continente formará seu próprio bloco econômico de livre comércio e moeda unificada. Eventualmente, estes blocos se unirão e haverá um bloco econômico somente no mundo inteiro. O resultado disso é obvio - um só dinheiro no mundo e um só governo, liderado por um homem que aparenta ser de paz e prosperidade, mas que fará Hitler parecer um incompetente e fracassado, de tão enorme será sua maldade.

Ele levará o mundo, depois de três anos e meio de paz, ao caos, fome, miséria, destruição, pois as pragas citadas no apocalipse cairão sobre a sua cabeça, como as antigas pragas vieram sobre o Faraó do Egito ( o antecessor e símbolo do Anticristo).

Voltando-se ao tema aqui, podemos dizer que o nome industrial para o cartão inteligente, desenvolvido pela empresa GEM-PLUS e o Departamento de Defesa dos EUA (US DOD-Department of Defense) é o nome MARCA, que significa:

M -Multi-technology : Multi-tecnologia.
A -Automated: Automatizado.
R -Reader: Leitor que consegue ler algo.
C -Card: Cartão.

Então, o cartão está usando o nome MARCA, e cada letra tem um significado.

O código de desenvolvimento do cartão inteligente foi batizado com o nome de "TESSERA".

Tessera era uma insígnia Romana de propriedade colocada nos seus escravos, que se fosse removida resultaria no escravo ser marcado, como um boi. Em novembro de 1996 um acordo foi feito pelo qual o GEMPLUS irá fornecer Cartões Inteligentes para a implementação global do MONDEX.

A AT&T/Lucent Technologies comprou a franquia para o MONDEX USA. Seu logotipo é o símbolo da Serpente Solar ou DRAGÃO VERMELHO, que é SATANÁS.

Para mais informação, ler os livros de Hal Lindsey, escritor cristão, que escreveu sobre a escatologia, no seu livro "Um Novo Mundo está Vindo".

Seus livros são mais atualizados do que o jornal de amanhã. Melhor do que aquele filme na TV, onde a pessoa recebe o jornal de manhã e evita desastres. Você pode evitar o maior desastre da sua vida, aceitando JESUS CRISTO e sua salvação e renunciando a MARCA da BESTA que está vindo sobre o mundo.

A empresa citada acima, AT&T/LUCENT Technologies está fundada em mentiras. O nome é um composto de LUCIFER-ENTERPRISES (Empresas do Lúcifer).

Uma das realizações que mais traz orgulho a LUCENT é a qual eles dão voz humana a tecnologia inanimada.

Isto lembra as escrituras apocalípticas, onde o falso profeta faz uma Imagem para iludir as multidões:

"E lhe foi dado comunicar fôlego a imagem da besta, para que não só a imagem falasse, como ainda fizesse morrer todos quantos não adorassem a imagem da besta."

(Apocalipse. 13:15).

PREPARE-SE!

Arrependa-se e aceite a JESUS CRISTO como ÚNIC0 e SUFICIENTE SALVADOR da sua alma e do caos que está vindo sobre a terra.

sábado, 12 de setembro de 2009

A NOVA ENCÍCLICA DE BENTO XVI
 
O Vaticano apresentou a terceira encíclica de Bento XVI. Na encíclica "Caritas in veritate"(caridade na verdade) o papa faz uma revelação apocalíptica.

Segundo este documento, o papa Bento XVI apresenta propostas para que o mundo se transforme em um lugar de paz e segurança.

Para quem tem, ainda que seja, um pequeno conhecimento bíblico, é de arrepiar quando se fica sabendo das propostas do pontífice. Suas propostas são de colocar o mundo nas mãos do "Anti-Cristo". Pois segundo o documento, o papa Bento XVI diz:

''Urge uma verdadeira autoridade política mundial que se atenha de maneira coerente aos princípios de subsídios e de solidariedade".

O documento também trata do tema meio ambiente, e de temas sociais. A carta foi dirigida para os bispos e fiéis católicos do mundo todo, e ainda fala da caridade ser a força propulsora para o desenvolvimento de cada pessoa e da humanidade toda.

Mas o mais intrigante, é que para Bento XVI, a única alternativa para que o mundo encontre o amor e a paz, passa por um líder político mundial.

Globalização, Euro, o mundo se fechando em blocos, agora já está escancarada a idéia de um grande líder mundial.

O mais impressinante de tudo isso, é que o próprio Jesus disse:

"Passarão os céus e a terra, mas as minhas palavras não hão de passar". Mateus 24:35

Agora eu pergunto: Onde estão aqueles que querem confrontar a Bíblia como sendo um livro humano e não inspirado?

O livro do profeta Daniel dá as características do tal líder mundial. Daniel 11.35-39 diz:

"E alguns dos sábios cairão para serem provados, e purificados, e embranquecidos, até no tempo determinado. E esse rei fará conforme a sua vontade, e se, levantará, e se engrandecerá sobre todo deus; e contra o Deus dos deuses falará coisas incríveis e será próspero, até que a ira se complete; porque aquilo que está determinado será feito. E não terá respeito aos deuses de seus pais, nem terá respeito ao amor das mulheres, nem a qualquer deus, pois sobre tudo se engrandecerá. Mas aos deuses das fortalezas honrará em seu lugar; e a um deus a quem seus pais não conheceram honrará com ouro, e com prata, e com pedras preciosas, e com coisas agradáveis. E haver-se-á com os castelos fortes com o auxílio do deus estranho; aos que o reconhecerem multiplicará a honra, e os fará reinar sobre muitos, e repartirá a terra por preço".

É de impressionar com que exatidão em que as coisas estão acontecendo, e as escrituras se cumprindo.

Não há dúvidas, Jesus Cristo é a verdade, sua palavra é a verdade.

 

DETALHE INTRIGANTE:

Segundo a Bíblia,em Apocalipse 13,  o Anticristo (Príncipe Europeu, o "Executivo Mundial"), subirá ao poder auxiliado pelo FALSO PROFETA (Líder Religioso Ecumênico), que convenserá o mundo da importância de um líder mundial para trazer a tão almejada paz mundial. 

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

O ANTICRISTO

Será o Príncipe Willian o Anticristo?


“ Um Executivo Mundial será escolhido para governar a terra “.
Esse foi o enunciado proposto e aplaudido no conselho econômico e social da ONU através da fé Baha’i (maiores detalhes veja o site www.apocalipsetotal.wordpress.com) e outros representantes.
A Inglaterra continua exercendo grande influência no cenário da Nova Ordem Mundial, isso foi visto com a nomeação de Tony Blair como mediador da paz no oriente médio, tal atitude dá a impressão de que Blair foi enviado como uma espécie de João Batista da globalização. Essa atitude da ONU deixa bem claro que o Anticristo poderá ser Inglês.

Todos os príncipes da Inglaterra possuem formação estratégica e militar, o que é uma das principais habilidades do Anticristo. O que faz o Príncipe William merecer um destaque especial são as seguintes características:

1) Está sempre envolvido em vários escândalos (uso de drogas, mulheres e muitos outros)

2) Com a renovação a cada ano da imagem e do mito de sua mãe, morta em um acidente muito duvidoso, ela pode ser perfeitamente usada para a promoção de sua imagem e aceitação como governante.

3) E também o fato de estar sempre presente na mídia mundial, isso promove uma grande aceitação pelas pessoas no cenário global.

E ainda temos toda a superstição criada em relação ao ano 2012. Essa data é profetizada pela profecia maia como o inicio de uma Nova Era, onde uma grande mudança vai ocorrer no mundo. Varias seitas esotéricas dizem que os portais cósmicos se abrirão para uma nova era. Em vários lugares, seitas como a cultura racional, dizem que os irmãos racionais virão instruir a humanidade. As profecias maias afirmam que ocorrerá uma transformação no sol em 2012. Os aderentes da NOVA ERA praticantes da cabala seguem a risca a combinação de magia com números pra que o plano dê certo.


Em 2012 o Príncipe William (nascido em 21 de Junho de 1982) vai completar 30 anos, a mesma idade que o Senhor Jesus iniciou o seu ministério. O mundo ficaria perplexo com um Jovem liderando o mundo sozinho.

Em 2012 temos o fim do ciclo solar mais intenso que já existiu na terra. Abandonando as fábulas místicas das profecias maias e considerando apenas as informações científicas sobre o evento essa data realmente tem algum envolvimento profético. O Anticristo receberá uma sabedoria demoníaca através da Besta do Abismo.

"Com o auxílio de um deus estranho agirá contra as poderosas fortalezas; aos que o reconhecerem multiplicará a honra, e os fará reinar sobre muitos, e repartirá a terra por preço." (Daniel 11 : 39)

Praticamente os demônios estipularam uma data para o evento, sendo que Deus está no controle de tudo e somente quando ele autorizar esses eventos podem ocorrer e da forma que ele desejar.

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

O MISTÉRIO DO ARREBATAMENTO

"Eis que vos digo um mistério: nem todos dormiremos, mas transformados seremos todos"
1 Coríntios 15:51

Muito em breve, um fato surpreendente vai ocorrer em todas as partes do mundo. Misteriosamente, milhões de pessoas vão desaparecer simultaneamente em um piscar de olhos, deixando para trás apenas seus pertences, enquanto seus parentes e amigos, perplexos, tentarão achar respostas ao inexplicável fenômeno mundial. Os jornais, rádios e revistas vão divulgar o ocorrido, que será por um tempo o assunto do momento. Até que surgirá um misterioso personagem na história da humanidade, que será considerado por muitos como o "messias" esperado. Ele fará coisas surpreendentes como a tão sonhada paz entre árabes e judeus, acabará com a fome no mundo, criará uma Nova Ordem Mundial política, econômica e religiosa e será por um período o Líder da Humanidade (Apocalipse 13: 8).

Será implantado um sistema de controle das transações financeiras infalível, através de um chip implantado nas pessoas em sua mão direita ou na testa, que servirá também para monitorar os habitantes de todo o globo terrestre, oferecendo assim total segurança contra ações criminosas. Porém, aqueles que foram deixados para trás e se opuserem ao sistema implantado sofrerão duríssimas penas, terão seus direitos civis cassados e poderão até serem mortos por discordar do Executivo Mundial (Apocalipse 13:16-18).

Esse período de governo será marcado também por terríveis pragas até antes nunca vistas, como o estrondoso aumento da temperatura da terra, doenças e epidemias, matando grande parte da população mundial, a água do mar se tornando em sangue, matando suas criaturas marinhas e deixando cheiros horríveis no ar, grandes terremotos abalando cidades superpopulosas como México e Nova York, estranhos animais que terão o poder de torturar sem matar as pessoas que tem a marca na mão ou na testa, a fome e a falta d'água se alastrando rapidamente por todo o globo, gerando grandes conflitos mundiais (Apocalipse 16: 2-11)...

Mas o suposto plano do Príncipe Europeu, que se auto-afirmará divino, no fim será posto por terra pelo Verdadeiro Messias, JESUS CRISTO, o Filho de Deus que virá para inaugurar uma verdadeira etapa de paz e justiça na Terra onde não haverá mais doenças, violência, guerras, fome e tantos males que assolam a humanidade (2ª Tessalonicenses 2:8; Apocalipse 19:11-21).

A R R E B A T A D O S ...

Quanto aos desaparecidos (1ª Tessalonicenses 4:17 e 1ª Coríntios 15:52), eles são os fiéis renascidos que serão arrebatados por JESUS antes do período chamado na Bíblia de GRANDE TRIBULAÇÃO (Mateus 24:21), sob o governo mundial do ANTICRISTO- A BESTA, e o seu ajudante, o Falso Profeta (Apocalipse 13:11-15).

O chip de identificação, colocado na mão ou na testa das pessoas, é a "MARCA DA BESTA- 666" e quem a fizer será lançado no lago de fogo com todos os aliados da Besta (Apocalipse 14:9-11,19:20 e 21:8).

Muitos que dizem ser seguidores de JESUS ficarão para trás no arrebatamento, pois são materialistas e não estão vivendo em santidade, estando despercebidos dos sinais que estamos vivendo nos últimos dias (Mateus 24, Marcos 13, Lucas 17:26-36 e 21:8-36, 1ª Timóteo 4:1, 2ª Timóteo 3:1-5 e 4:3, 1ª João 3). Esses terão que suportar os terríveis acontecimentos da Grande Tribulação e, se quiserem ser salvos, terão que derramar o próprio sangue por amor a Cristo, não aceitando o sinal do diabo em seus corpos, tendo até que passar fome e sede, morrendo como mártires da fé em uma época de muitas blasfêmias contra Cristo e sua Palavra (Apocalipse 7:14 e 20:4).

QUEM É "A BESTA"

A identidade do ANTICRISTO só será revelada após o Arrebatamento da Igreja de Jesus, que não é uma denominação, mas todas as pessoas que aceitaram a JESUS CRISTO como seu único SENHOR e salvador, único Mediador entre Deus e os homens (1ª Timóteo 2:5, João 1:12 e 14:6) e que nasceram da água e do Espírito Santo (João 3:3-8), procurando viver em santidade e amor (Hebreus 12:14, 1ª Pedro 1:15-17, Colossenses 3:1-17 e 2ª Pedro 3:7:15).

Segundo os estudiosos das profecias bíblicas, a Besta será um jovem príncipe europeu muito adorado por suas habilidades políticas e idéias arrojadas que aparentemente solucionarão os problemas da humanidade. Já o Falso Profeta é um líder religioso que instituirá o ecumenismo através da Nova Religião Mundial. Atualmente, o papa é a principal pessoa que promove abertamente o ecumenismo, com objetivo de trazer a "paz mundial". Recentemente, ele mesmo declarou que "o mundo precisa de um líder".

Já os "new ages", adeptos da Nova Era, esperam pela manifestação do "Cristo Cósmico", o MAITREYA, que será como o Cristo dos cristãos, o Messias dos judeus, o Buda dos budistas, todos num mesmo homem.

Essas duas figuras diabólicas serão comandadas por satanás, o pai da mentira (João 8:44, 2 Coríntios 11:14, Apocalipse 12:9, 13:2, 16:13 e 20:10). Ambos estão esperando o momento em que virão a público, inaugurar o que será o Novo Império Romano, no fim dos tempos.